Arquivos de Categoria: filmes e música

Novo site

Este post pretende ser o último por aqui, todo o material daqui vai para o novo site no domínio http://jetersilveira.com.br. Saudações!

Anúncios

Ouvir estrelas…

A Noite Estrelada - Van Gogh

A Noite Estrelada – Van Gogh

Nesses tempos de diversidades, diferenças e busca de conhecimento e reconhecimento… os artistas se encontram e se completam: Van Gogh e Olavo Bilac, ao som de Don McLean. Dá pra aproveitar e refletir no diferente, no estranho e “esquisito”:  amar para entender 🙂

“Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
Perdeste o senso!” E eu vos direi, no entanto,
Que, para ouvi-las, muita vez desperto
E abro as janelas, pálido de espanto …

E conversamos toda a noite, enquanto
A via láctea, como um pálio aberto,
Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,
Inda as procuro pelo céu deserto.

Direis agora: “Tresloucado amigo!
Que conversas com elas? Que sentido
Tem o que dizem, quando estão contigo?”

E eu vos direi: “Amai para entendê-las!
Pois só quem ama pode ter ouvido
Capaz de ouvir e de entender estrelas.”

Vou me ater ao trecho ainda otimista da letra de Don McLean:
Now I understand what you tried to say to me
how you suffered for your sanity
how you tried to set them free.
They would not listen
they did not know how
perhaps they’ll listen now. 🙂

Abraços!!

12 homens e um segredo [filme]

Acho que o filme mais bonito e impressionante que já vi sobre assuntos jurídicos.. ’12 homens e uma sentença’ ou ’12 angry men’, filme de 1957, com Henry Fonda. É um júri tentando chegar num veredito unânime. Muito bonito o filme mesmo, me emocionei ao final, e curti cada momento e cada argumento. Muito bom, super recomendo.
http://www.imdb.com/title/tt0050083/

Trabalho de Direito Civil :D #funny_class

[breves explicações necessárias – pessoas, personalidade jurídica, capacidade: vide Código Civil (art. 1º ao 10); docimásia: é uma referência à “docimásia hidrostática de galeno” – http://www.silviamota.com.br/enciclopediabiobio/verbetesbiobio/verb-docimasia.htm; negócio jurídico: ver Código Civil, defeitos do negócio jurídico (do art. 138 ao 157])

 

(tá cheio de erros, não pratiquei rsrs é só a idéia pros colegas conferirem, sugerirem e se divertirem 😀 \o/ huahuahua)

É ao cantar do bugio
Que eu estudo civil
Na sombra do parreiral
É Civil Parte Geral.

Começa vendo das pessoa,
Das personalidade,
das capacidade,
Que barbaridade!
Personalidade é se nasceu e respirou
Não deu pra perceber? A Docimásia averiguou
Docimásia, garotinha que é “doce” só no nome…
Essas coisa e outras mil
Ao cantar do bugio
Eu estudo em Civil.

É ao cantar do bugio
Que eu estudo civil
Na sombra do parreiral
É Civil Parte Geral.

Bem depois vem os negócio
Erro, dolo e coação,
estado de perigo e lesão,
São os defeito do troço.
Se viu que aí tem dolo é porque tem erro também
Coitado do índio que errou que foi trovado por alguém
Um jaguara de maldade escondeu algo importante…
E agora pra índia véia não matar o índio véio
Eu vou ter que interferir. (tem q mudar pra “vamo ter que..” rs)

Chevette-vette (paródia da música do Caixa Verde da Clarice Falcão)

Queria na voz da Clarice, né.. mas é meio complicado! hehehe 😀 Homenagear minha cheveteira! 😀 haha

paródia da música do Caixa Verde (Clarice Falcão e o Pão de Açúcar) – ela é linda e eu sou fã! 😀 ( http://www.youtube.com/watch?v=qjhUeL6_vkw )

“Eu ando de Chevette-vette-vette, Chevrolet Chevette
Esse é o meu carro! Carro mesmo é Chevrolet.
Só que eu ando de Chevette!
É que nem a mão e a luva: em sol com chuva, casamento de viúva,
Sempre vai me ajudar! Ah-ah-ah!

Ele poupa o meu tempo e dá bem pouco de trabalho..
chega de andar a pé, ou de moto, de bicicleta, de patinete,
ou coisa assim pra andar se quebrando!

O carro quando não cumpre o serviço tira qualquer um do sério
Sério carro que não anda é porque não é Chevette,
O Chevette se não anda é porque é só o dono que sabe a manha
que faz ele funcionar! Ah-ah-ah!

Ele poupa o meu tempo e dá bem pouco de trabalho..
Chega de andar a pé, ou de moto, de bicicleta, de patinete,
ou coisa assim pra andar se quebrando!”

\o/

Nostalgia ao piano – canto muito (toda hora!)

Chamamé :D

Quero escutar tua doce voz

“Quiero escuchar”, de Marcos Witt, e minha versão traduzida 🙂