Arquivos Mensais: fevereiro \20\UTC 2015

Resenha: Belo Casamento

Muito bom o blog Livros da Jess!! 😉

Livros da Jess

20150219_215411

Depois de muito tempo, tomei vergonha e fui comprar o livro Belo Casamento, que conta os detalhes do casamento de Travis e Abby, de Belo Desastre.

Sinopse: A louca e viciante história de amor de Travis e Abby foi narrada por ela em Belo desastre e por ele em Desastre iminente. Como num conto de fadas moderno, sabemos que eles se casaram e foram felizes para sempre… mas quanto realmente conhecemos dessa história?
Por que Abby fez o pedido de casamento?
Que confidências eles trocaram antes da cerimônia?

Belo Casamento é um livro rápido, de apenas 106 páginas. Eu o li em apenas uma tarde.
O livro é narrado por ambos os personagens (amo livros com ponto de vista dos dois lados) e serviu mais para preencher alguns espaços/dúvidas que ficaram com os outros dois livros. Em Belo Casamento, o leitor descobre o porquê da Abby ter…

Ver o post original 323 mais palavras

Anúncios

O Leão entre as dunas – Oscar Bessi Filho

oscar_bessiOscar Bessi Filho é um escritor gaúcho, colunista, que também é capitão da Polícia Militar do Rio Grande do Sul (a histórica Brigada Militar). Um sujeito dotado de uma percepção humana incomum e que o torna um elemento de destaque e, como já disse outras vezes, uma personalidade que me traz muita esperança, em tempos que Segurança Pública e Direitos Humanos parecem coisas irreconciliáveis. Quem se dedica ao assunto, sabe que não são e, muito pelo contrário, muitíssimo interdependentes (veja um exemplo aqui). Mas eu falava do Oscar Bessi.

Consegui essa imagem aí à direita (espero não estar quebrando direitos autorais… rs) do site dele, e ela reflete aquilo que quero dizer. O capitão Bessi é um policial que adotou esse armamento muito peculiar para sua luta em prol da sociedade que se vê aí: a pena (de escrever, não a consagrada pelo sistema… rs). Já publiquei sobre um livro seu numa página que administro no Facebook,  o livro chamado “Um Caminho No Meio Das Pedras” (veja aqui na Livraria Saraiva). Esse livro é uma das provas de que este policial não se enquadrou obedientemente à sistemática da tal “guerra às drogas” que, além de não Capa_Caminhocontribuir em nada para a diminuição do uso, ainda mata, e mata muito. O Oscar Bessi optou pela única arma, a única metodologia capaz de vencer essa “guerra”: a educação. O livro trata da temática do crack e faz bastante sucesso entre o público infanto-juvenil nas escolas.

Enfim, gosto muito do trabalho dele e não perco uma oportunidade para “evangelizar”, para conhecidos e desconhecidos, a respeito de seus escritos. Isso porque sempre, em todos os debates que entro sobre qualquer tipo de assunto a respeito de melhorias sociais, chegamos no consenso de que é preciso educar. Educação tem que ser a prioridade, não apenas do Estado, mas de cada um de nós enquanto cidadãos, e pais, e filhos, e amigos, e colegas de trabalho. Sempre há uma oportunidade de diálogo, de intercâmbio de conhecimentos, acho que nunca devem ser perdidas. Só isso vai construir o respeito, o entendimento, e a clareza de entendimento que desejamos para a sociedade que sonhamos.

Finalmente vou compartilhar aqui a respeito de um folhetim (há quanto tempo você não ouvia falar disso, hein??) que o Oscar Bessi está publicando no Jornal Correio do Povo, um jornal gaúcho de grande circulação onde é colunista. É “Leão entre as dunas”, a história do detetive particular Edgar Leão da Silva, em um dos maiores casos de sua vida profissional, e está sendo publicado diariamente (exceto aos domingos) no jornal Correio do Povo em formato digital, disponível gratuitamente para nossa diversão (rs). Para ver o folhetim, clique aqui ou no banner abaixo. Não deixe também de conferir o site do Oscar Bessi (tem também a página do facebook), para conhecer seus outros trabalhos publicados!
capa_leao

Montar um diretório remoto por FTP

Sabe aquela parada que você consegue montar um diretório remoto por SSH? O SFTP? Pois então… isso também é possível de fazer com FTP. E são inúmeras e variadíssimas as situações em que você pode precisar MONTAR o seu diretório do seu servidor em sua máquina local. Uma delas, que foi a que eu precisei, é para fazer backup dos seus arquivos de forma automatizada. Em linguagem mais simples: você vai poder acessar os arquivos do seu servidor através de um diretótio local, como se estivesse acessando arquivos dentro de sua própria máquina local. Na verdade, esse diretório local estará “apontando” para o diretório do servidor, isso é o que se chama de MONTAR um diretório.

Para quem não está familiarizado com os termos: quando você espeta um pendrive em sua USB, seu sistema provavelmente irá MONTAR automaticamente essa mídia (pendrive) em um diretório, que você poderá acessar para fazer o que bem entender. Ao término das operaçõs com o pendrive, você precisa remover com segurança ou desmontar a unidade de mídia removível (o pendrive) de seu computador, isso significa desatrelar o dispositivo USB da pasta onde foi montada a mídia. O que vamos fazer aqui agora é montar não uma mídia, um pendrive, mas um diretório que se encontra no seu servidor cujo acesso se dá única e exclusivamente por FTP (o que é bastante comum). Se você usa bastante FTP, você pode estar familiarizado com o aplicativo FileZilla, que facilita bastante esse processo. Mas montar o diretório remoto em sua máquina local é uma funcionalidade que pode ajudar (e muito) em inúmeras situações, e… não tem preço! 🙂

Vamos lá!

O grande mágico aqui é um aplicativo chamado CurlFtpFS, que vai mudar a sua vida (rs). A utilização é tão simples como o conhecidíssimo mount.

Instalação no Ubuntu

Execute para instalar:

$ sudo apt-get update && sudo apt-get install curlftpfs

Pronto! 🙂

Utilização

Primeiro você vai precisar criar um diretório local vazio onde você irá montar o diretório remoto (pode substituir ftp_remoto pelo nome que quiser:

$ sudo mkdir -p /mnt/ftp_remoto

Uma vez criado o diretório, basta montar o diretório do servidor com o seguinte comando:

$ curlftpfs IP_DO_SERVIDOR_FTP /mnt/ftp_remoto -o user=usuario:senha,allow_other

A opção allow_other, como o próprio nome diz, serve para permitir que outros usuários (além do root, que será o dono do diretório local montado) possam acessar os arquivos dentro do diretório. Caso você não tenha interesse nisso, apenas exclua essa opção:

$ curlftpfs IP_DO_SERVIDOR_FTP /mnt/ftp_remoto -o user=usuario:senha

E aproveite!! Execute um “$ ls -l /mnt/ftp_remoto” (sem as aspas e o cifrão) para ver os arquivos dentro do diretório. Para desmontar o diretório, execute o seguinte comando:

$ sudo fusermount -u /mnt/ftp_remoto

Execute um “$ls -l /mnt/ftp_remoto” (sem as aspas e o cifrão) para conferir se o diretório está novamente vazio. E feito! 🙂