RESGATANDO A ESCRITA…

Tenho sentido vontade de escrever ultimamente, mas claro que jamais escreverei como escrevia antes. Talvez tenha evoluído um pouco, talvez tenha desandado totalmente. Não sei. O caso é que tenho sentido vontade de escrever. E a frase velha que sempre me vem a mente na hora de começar quando estou a fim e não sei o que escrever é algo do tipo “vejo-me frente a uma folha em branco com uma caneta na mão” ou “vejo-me com uma página em branco aberta na tela de meu notebook sem ter a mínima ideia do que escrever”, sendo que se tem uma ideia de escrever sobre a ideia de escrever. Pois é, diz que agora ideia não tem mais acento…

Eu ando rápido demais
para o tempo da uma vida.
Passaram-se apenas uns anos,
e meu tacômetro aos milhares
marcou léguas, tréguas e ilhas.
Léguas que andei correndo,
Tréguas que andei em calma,
E ilhas em que sofrendo
Fiquei, procurando a alma.

Por muitas vezes julguei
Entender o que fazia.
Corria, lutava e ditava
Minhas normas para o mundo.
Mas satisfação não achava,
a não ser quando confiava,
em Deus, e somente nEle.
Minha maior enfermidade
é descuidar da Verdade,
buscando justificar-me
pela minha inteligência.
E isso é pura insistência
em querer pecar sem castigo.
Sem medula me ficam os ossos,
e ataca-me a dor de umbigo.

Por vezes ainda julgo
entender o que estou fazendo.
Mas sei que estou sempre errado,
quando isso está acontecendo.
É só quando não sei mais nada,
e desisto de qualquer fachada
que passo a viver pela Graça
tão maravilhosa que salva
um pecador como eu.
E, assim, por Cristo encontrado
sou um pecador perdoado
e não dependo de mim.

Eu não sei, sinceramente,
como concluir o que escrevo.
Mudei de estilo e de assunto,
juntei o espinafre e o presunto,
nem sei se publicar eu devo.
Mas como nunca sei de nada,
“sei lá”, direi eu a mim mesmo,
e publicarei estes versos.
Se muito os pensei ou a esmo
os escrevi, quem me julga?
Muito mais me incomoda a pulga
do cusco do meu vizinho.
Já dizia o Mário Quintana:
“Eles passarão… eu passarinho!”

Anúncios

Uma resposta

  1. e aí, cabeça!
    huaha, esse que é o problema de ter que fazer rimar!
    o cara começa a dizer um troço, e pra rimar acaba dizendo outros troços que nem queria dizer… hauh!

    ô, pra tu que anda a fim de escrever, talvez tu vá gostar desse site: https://750words.com
    é um trocinho pra quem quer cultivar o hábito da escrita, tem que escrever 750 palavras por dia.
    o site é bem feitinho, teu texto fica privado, e ele ainda tem umas paiaçada de ganhar pontos — tentativa de incentivar a fazer o troço todo dia.
    curti! 🙂

    bração!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: